Prova de amor

Escocês é preso após violar confinamento para ver namorada de moto aquática

Dale McLaughlan cruzou 40 quilômetros pelo mar e caminhou 24 quilômetros para chegar à casa da namorada. Apesar do esforço, foi preso por violar as restrições contra a pandemia do coronavírus

Agência France-Presse
postado em 16/12/2020 09:34 / atualizado em 16/12/2020 09:38
 (crédito: Maurenilson Freire/CB/D.A Press; )
(crédito: Maurenilson Freire/CB/D.A Press; )

Um escocês apaixonado alugou uma moto aquática para burlar o confinamento, cruzou o mar agitado da Irlanda e caminhou por horas para visitar a namorada, mas acabou preso por violar as restrições contra a pandemia.

De acordo com a rede BBC, Dale McLaughlan, um morador de Ayrshire, no sul da Escócia, conheceu a namorada em setembro quando ele trabalhava como reparador de telhados na Ilha de Man, um território britânico autônomo no Mar da Irlanda.

No final do contrato, o jovem de 28 anos voltou para casa e não pôde mais ver a namorada. Apesar de sua proximidade com a Escócia, a Ilha de Man proibiu visitas aos não residentes, devido à epidemia da covid-19.

Desesperado, o apaixonado alugou uma moto aquática na última sexta-feira, embora nunca tenha pilotado uma, com o objetivo de percorrer clandestinamente os 40 quilômetros de travessia.

Pelos seus cálculos, a viagem deveria durar 40 minutos, mas demorou mais de quatro horas para chegar à ilha, com um mar agitado e temperatura em torno de 8°C.

Depois, ainda teve de caminhar 24 quilômetros para chegar à casa da namorada, relata a BBC, citando documentos do processo judicial.

A polícia o prendeu no domingo, depois de descobrir que ele havia entrado ilegalmente no território e ido a discotecas para comemorar o reencontro com a namorada.

Um juiz o sentenciou a quatro semanas de prisão por violar "intencional e premeditadamente" as regras de confinamento na Ilha de Man. Seu advogado pediu indulgência, alegando que o rapaz estava deprimido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE