Pandemia

Depois dos EUA, Brasil é país com maior número de vítimas da covid-19

Balanço feito pela AFP com base em fontes oficiais de diversos países e informações da OMS aponta que a situação da doença segue crítica em ambos os países, além do México

Agência France-Presse
postado em 31/12/2020 12:59
 (crédito: Michael DANTAS / AFP)
(crédito: Michael DANTAS / AFP)

A pandemia do coronavírus causou pelo menos 1.806.072 mortes no mundo desde que o escritório da Organização Mundial da Saúde (OMS) na China informou o aparecimento da doença em dezembro de 2019 - aponta balanço feito pela AFP, nesta quinta-feira (31), com base em fontes oficiais.

Desde o início da pandemia, mais de 82.676.050 pessoas contraíram a doença. Destas, pelo menos 51.918.900 foram recuperados, de acordo com as autoridades de saúde locais.

Estes números se baseiam nos relatórios comunicados diariamente pelas autoridades sanitárias de cada país e excluem as correções feitas "a posteriori" pelos diferentes organismos, como na Rússia, na Espanha, ou no Reino Unido.

Desde o começo da atual crise sanitária, o número de testes realizados aumentou consideravelmente, e as técnicas de rastreamento melhoraram, provocando uma alta nas infecções declaradas. Ainda assim, o número de casos diagnosticados reflete apenas uma parte da totalidade de contágios. Os casos menos graves, ou assintomáticos, continuam sem serem detectados.

Na quarta-feira, foram registrados no mundo 15.599 novos óbitos e 679.925 infecções. Os países que registraram mais mortes, segundo os últimos números oficiais, são Estados Unidos, com 3.927; Brasil, com 1.194; e México, com 1.052.

O número de mortos nos Estados Unidos chega a 342.414, com 19.745.137 casos de contágio.

Depois dos Estados Unidos, os países com mais vítimas fatais são Brasil, com 193.875 mortes e 7.619.200 casos; Índia, com 148.738 mortes (10.266.674 casos); México, com 124.897 mortes (1.413.935 casos); e Itália, com 73.604 mortes (2.083.689 casos).

Entre os países mais atingidos, a Bélgica tem a maior taxa de mortalidade, com 168 mortes a cada 100.000 habitantes, seguida de Eslovênia (128), Bósnia (123), Itália (122) e Macedônia do Norte (119).

Desde o surgimento da pandemia, a Europa acumula 568.862 mortes (26.300.009 casos de contágio); América Latina e Caribe, 505.089 (15.465.966); Estados Unidos e Canadá, 357.854 (20.316.207); Ásia, 218.751 (13.862.834); Oriente Médio, 89.766 (3.969.128); África, 64.805 (2.730.865); e Oceania, 945 (31.041).

Esse balanço foi feito com base nos dados das autoridades nacionais coletados pelas redações da AFP e com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Devido a correções por parte das autoridades, ou à divulgação tardia dos dados, o aumento nos números publicados em 24 horas pode não corresponder exatamente aos números do dia anterior.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE