Pandemia

Vaticano começa campanha de vacinação em meados de janeiro

Idosos e profissionais da saúde terão preferência na fila da vacinação contra covid-19, a partir da segunda quinzena deste mês

Agência France-Presse
postado em 02/01/2021 09:51
 (crédito:  AFP / POOL / FABIO FRUSTACI)
(crédito: AFP / POOL / FABIO FRUSTACI)

Roma, Itália - O Vaticano anunciou, neste sábado (2/1), que iniciará a campanha de vacinação contra a covid-19 "nos próximos dias", a partir da segunda quinzena de janeiro, priorizando profissionais da saúde e idosos.

Em seu breve comunicado, a Santa Sé não informou se o papa Francisco, de 84 anos, receberá a vacina.

"É provável que as vacinas cheguem ao Estado na segunda metade de janeiro, em uma quantidade suficiente para atender as necessidades da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano", afirma a nota, acrescentando que o Vaticano comprou um refrigerador especial para armazenar o imunizante.

A prioridade será dada ao "pessoal de saúde e segurança, idosos e pessoal em contato mais frequente com o público".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE