PANDEMIA

Gibraltar confina território e teme nova cepa de coronavírus

Quarentena terá início às 22h locais deste sábado no enclave, situado no extremo sul da Península Ibérica. Ela irá afetar seus 34 mil habitantes, que poderão sair de casa apenas para comprar itens essenciais, trabalhar, ir ao médico ou se exercitar

Agência France-Presse
postado em 02/01/2021 17:45
 (crédito: JORGE GUERRERO/AFP)
(crédito: JORGE GUERRERO/AFP)

O enclave britânico de Gibraltar anunciou neste sábado (2/1) que irá aplicar um novo confinamento de duas semanas, devido à disparada do número de casos de Covid-19, que, segundo autoridades locais, pode ter sido causada pela nova cepa de coronavírus que surgiu no Reino Unido.

A quarentena terá início às 22h locais deste sábado no enclave, situado no extremo sul da Península Ibérica. Ela irá afetar seus 34 mil habitantes, que poderão sair de casa apenas para comprar itens essenciais, trabalhar, ir ao médico ou se exercitar.

No último mês, o número de casos positivos dobrou em Gibraltar, passando de 1.035 em 2 de dezembro para 2.304 hoje, segundo o ministro do território Fabian Picardo. Autoridades temem que a piora da situação se deva à nova variante de coronavírus surgida no Reino Unido, apesar de não ter sido detectado nenhum caso da mesma em Gibraltar. "O comportamento do vírus, com infecções em massa, nos leva a pensar que enfrentamos a nova cepa, mais contagiosa, mas não podemos demonstrá-lo com dados genéticos", disse Picardo.

Gibraltar registrou o primeiro morto pela Covid-19 em 11 de novembro e, desde então, soma sete óbitos. Com cerca de 2 milhões de casos, a vizinha Espanha é um dos países europeus mais impactados pela pandemia, mas o enclave conseguiu resistir à crise de saúde sem impor restrições à circulação na fronteira, pela qual transitam cerca de 15 mil pessoas diariamente, que continuará aberta. Os deslocamentos pela mesma, porém, terão que ser justificados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE