Diplomacia

Coreia do Sul envia unidade antipirataria ao Golfo após captura de petroleiro pelo Irã

Os Guardiães da Revolução iranianos anunciaram horas antes que capturaram o petroleiro nas águas do Golfo, acusando-o de ter violado "as leis sobre o ambiente marinho"

Agência France-Presse
postado em 04/01/2021 12:54 / atualizado em 04/01/2021 14:15
Uma filmagem do CCTV do Hankuk Chemi, um petroleiro de bandeira sul-coreana, é exibida em uma tela enquanto um barco da Guarda Revolucionária do Irã é visto em um círculo vermelho na tela da empresa proprietária do petroleiro DM Shipping, em Busan, em 4 de janeiro, 2021.  -  (crédito: YONHAP / AFP)
Uma filmagem do CCTV do Hankuk Chemi, um petroleiro de bandeira sul-coreana, é exibida em uma tela enquanto um barco da Guarda Revolucionária do Irã é visto em um círculo vermelho na tela da empresa proprietária do petroleiro DM Shipping, em Busan, em 4 de janeiro, 2021. - (crédito: YONHAP / AFP)

A Coreia do Sul enviou uma unidade naval antipirataria ao Golfo após a captura por parte do Irã de um petroleiro de bandeira sul-coreana, informou nesta segunda-feira (4/01) o ministério da Defesa sul-coreano.

O ministério "enviou imediatamente o 'Cheonghae' nas águas próximas ao Estreito de Ormuz, depois de receber a informação da captura de nosso navio comercial por parte do Irã", de acordo com o comunicado do ministério.

O ministério das Relações Exteriores exigiu em um comunicado a "pronta liberação del petroleiro", acrescentando que confirmou a segurança da tripulação.

Os Guardiães da Revolução iranianos anunciaram horas antes que capturaram o petroleiro nas águas do Golfo, acusando-o de ter violado "as leis sobre o ambiente marinho".

Esta abordagem ocorre em um contexto de fortes tensões no Golfo entre Irã e Estados Unidos.

O site oficial dos Guardiães, Sepahnews, afirmou que os membros da tripulação, de nacionalidades sul-coreana, indonésia, vietnamita e de Mianmar, foram detidos.

"O petroleiro havia zarpado do porto de Al-Jubail, na Arábia Saudita, e foi apreendido por repetidas violações das leis sobre o meio ambiente marinho", acrescentou a mesma fonte.

O petroleiro recebe o nome de "Hankuk Chemi" e transportava 7.200 toneladas de "produtos químicos petroleiros", indicou a Sepahnews.

Uma foto publicada pelo Sepahnews parece mostrar três lanchas e uma patrulha se aproximando do petroleiro. O site não especifica onde o navio foi capturado exatamente, nem para qual porto foi transferido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE