Incêndio

Incêndio devasta acampamento em Bangladesh e deixa 2 mil pessoas sem teto

Não há registro de mortes, mas ao menos dez rohingyas ficaram feridos ao tentar escapar do incêndio

Agência France Presse
postado em 14/01/2021 12:01 / atualizado em 14/01/2021 12:17
 (crédito: AFP)
(crédito: AFP)

Um incêndio devastou, nesta quinta-feira (14), um imenso campo de refugiados rohingyas de Bangladesh, destruindo mais de 500 barracas improvisadas e deixando mais de 2.000 pessoas sem casa, segundo as autoridades.

Não há registro de mortes, mas ao menos dez rohingyas ficaram feridos ao tentar escapar do incêndio, que iniciou nesta quinta-feira por volta das 02h00 locais (17h00 de quarta-feira no horário de Brasília) no campo de Nayapara (sudeste), afirmou o comissário para os refugiados de Bangladesh, Rezwan Hayat.

"Mais de 500 casas feitas de metal e bambu foram destruídas. Imediatamente proporcionamos alimentos quentes, bambus e lonas para as pessoas afetadas para que pudessem reconstruir suas casas", disse.

Segundo Hayat, uma investigação foi aberta sobre a origem do incêndio, que pode ter sido causado por um tipo de fogão a gás, muito usado pelos refugiados.

O diretor da ONG Save the Children Bangladesh, Onno van Manen, afirmou em nota que o incêndio foi "um novo e devastador golpe para a população rohingya, que leva anos sofrendo dificuldades incalculáveis".

Nayapara abriga dezenas de milhares de refugiados rohingyas, muitos dos quais vivem lá desde a década de 1990. 

Em Bangladesh, há cerca de 750.000 refugiados rohingyas, uma minoria muçulmana perseguida em Mianmar, onde a população é majoritariamente budista.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE