Pandemia

Europa acumula mais de 30 milhões de casos de covid-19

Rússia, Reino Unido e França lideram os casos de covid-19 na Europa

Agência France-Presse
postado em 15/01/2021 07:51
 (crédito: Niklas HALLE'N / AFP)
(crédito: Niklas HALLE'N / AFP)

Paris, França - Mais de 30 milhões de casos de coronavírus foram oficialmente registrados na Europa, aponta um balanço da AFP feito nesta sexta-feira (15/1) com base em fontes oficiais.

Os 52 países da região, que inclui países como Rússia, ou Azerbaijão, são a zona mais afetada do mundo em número de casos, à frente de Estados Unidos e Canadá (23.994.507), América Latina e Caribe (16.989.628) e Ásia (14.485.588).

A Europa também é a região com mais vítimas fatais pela pandemia, com 646.022 mortes por covid-19 até a manhã desta sexta. Atrás dela, vêm América Latina e Caribe (542.243) e Estados Unidos e Canadá (406.049).

Em relação aos contágios, os países mais afetados na Europa são Rússia (3.520.531 casos, 64.495 mortes), Reino Unido (3.260.258 casos e 86.015 mortes), França (2.851.670 casos e 69.313 mortes), Turquia (2.364.801 casos e 23.495 mortes), Itália (2.336.279 casos) e Espanha (2.211.967 casos e 53.079 mortes).

Junto com a América do Norte, a Europa é a região que registra os maiores números de infecções diárias. Na semana passada, essas duas regiões registravam uma média de 260 mil novos casos por dia. No mundo, cerca de 730 mil novos casos são relatados diariamente.

Entre os países que tiveram aumentos preocupantes nos últimos sete dias, destaca-se a Espanha, onde as infecções aumentaram 168% na comparação com a semana anterior e houve mais de 193 mil novos casos de contágio, seguida de Portugal e Bélgica.

No total, a pandemia de coronavírus causou mais de 92 milhões de casos de contágio em todo mundo em pouco mais de um ano e quase dois milhões de óbitos.

Estes números oficiais refletem apenas uma parte do número real de casos, já que as políticas de realização de testes de diagnóstico mudam de país para país e há regiões pobres com menos condições de realizar testes e fazer o rastreamento dos contatos de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE