Investigação

Polícia italiana apreende 1,3 toneladas de cocaína procedente do Brasil e Equador

A droga, que pode gerar cerca de 260 milhões de euros (315 milhões de dólares), foi detectada durante três operações em duas embarcações procedentes do Brasil e uma do Equador

Agência France-Presse
postado em 10/02/2021 11:38
 (crédito: CBMDF/Divulgação)
(crédito: CBMDF/Divulgação)

A polícia italiana apreendeu 1,3 toneladas de cocaína pura procedente da América Latina, escondida em contêineres de café e fruta, durante três operações realizadas nesta semana no porto de Gioia Tauro, em Calábria (sul), informou a entidade nesta quarta-feira (10).

O porto, infiltrado pela 'Ndrangheta, a máfia de Calábria, está sob vigilância especial há anos, já que representa uma das principais portas de entrada de cocaína na Europa.

A droga, que pode gerar cerca de 260 milhões de euros (315 milhões de dólares), foi detectada durante três operações em duas embarcações procedentes do Brasil e uma do Equador.

Graças ao uso de scanners sofisticados, a droga foi encontrada escondida em contêineres de café e carne congelada enviados do Brasil com destino a Israel e França.

Mais de 700 kg de cocaína foram detectados também em uma carga de fruta exótica procedente de Guayaquil, Equador, com destino a Croácia, informou a mesma fonte.

"A droga confiscada, de alta qualidade, quase pura, poderia ser cortada em quatro partes e vendida no mercado pela 'Ndrangheta por cerca de 260 milhões de euros", calcula a polícia em um comunicado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE