NATUREZA

Três vulcões aumentam atividade eruptiva na Guatemala

Os vulcões Fuego e Pacaya, próximos à capital, assim como Santiaguito (oeste), aumentaram a atividade eruptiva e liberaram cinzas em várias cidades próximas

Agência France-Presse
postado em 20/02/2021 14:38
 (crédito: JOHAN ORDONEZ/AFP )
(crédito: JOHAN ORDONEZ/AFP )

As autoridades de Defesa Civil da Guatemala informaram, neste sábado (20/2), que os vulcões Fuego e Pacaya, próximos à capital, assim como Santiaguito (oeste), aumentaram a atividade eruptiva e liberaram cinzas em várias cidades próximas.

Um boletim do Instituto de Vulcanologia indica que o vulcão Fuego, 35 km ao sudoeste da capital, registrou durante a noite e a madrugada explosões entre fracas e moderadas, em um intervalo de 8 a 12 por hora, expulsando colunas de cinzas a 4.500 e 4.800 metros em relação ao nível do mar.

A queda de cinzas deste vulcão de 3.763 metros de altitude foi registrada nas aldeias de Morelia, Santa Sofia, Panimache e na cidade de San Pedro Yepocapa.

Já o vulcão Pacaya, com 2.552 metros de altitude e cerca de 25 km ao sul da Cidade da Guatemala, mantém um "nível alto de atividade, apresentando períodos de aumento que duram entre 3 a 5 horas".

As explosões expelem colunas de cinzas que alcançam entre 2.800 e 3.000 metros de altitude e afetam as aldeias de El Rodeo e El Patrocinio, com a possibilidade de se estender por mais de 25 quilômetros da cratera.

Além disso, mantém o fluxo de lava com uma extensão aproximada de 800 metros, provocando o desprendimento de blocos que chegam a 1.300 metros de comprimento.

Enquanto isso, o vulcão Santiaguito, de 2.500 metros de altitude e situado a cerca de 230 km a oeste da Cidade da Guatemala, mantém explosões fracas e moderadas, acompanhadas de cinzas a uma altitude de 3.000 metros.

A Defesa Civil recomendou manter o Parque Nacional Pacaya fechado, devido ao perigo de avalanches, explosões, queimaduras, ou danos maiores. Também recomendou à Direção de Aviação Civil precauções com o tráfego aéreo no setor de vulcões, devido à presença de cinzas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE