Crise humanitária

América Central define plano para lidar com migração em massa aos EUA

A proposta, elaborada pela Guatemala, foi feita durante uma reunião virtual extraordinária da Comissão Centro-Americana de Diretores de Migração

Agência France-Presse
postado em 22/02/2021 14:58
 (crédito: Guillermo ARIAS / AFP)
(crédito: Guillermo ARIAS / AFP)

Cidade da Guatemala, Guatemala - Os países da América Central apresentaram nesta segunda-feira (22) um plano para uma possível onda migratória de haitianos, cubanos, asiáticos e africanos que tentam chegar aos Estados Unidos de forma irregular, informou um funcionário guatemalteco.

A proposta, elaborada pela Guatemala, foi feita durante uma reunião virtual extraordinária da Comissão Centro-Americana de Diretores de Migração (OCAM), disse o diretor-geral do Instituto Guatemalteco de Migração, Guillermo Díaz.

Ele explicou que o plano de atuação compreende três pontos e seu objetivo é "a atenção de eventos de mobilização em massa de migrantes".

O primeiro ponto é proteger a segurança da região, o segundo é a atenção para uma possível migração em massa e o terceiro são as eventuais soluções a nível regional considerando deslocamentos em massa.

Por último, ele reconheceu que a migração é um direito humano que deve ser realizado de modo regular, ordenado e seguro.

A Guatemala e outros países centro-americanos se preparam para a chegada nas próximas semanas de migrantes que viajam do Peru e atravessam a área do Darien no Panamá para seguir rumo ao México.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE