Vacinas

Farmacêutica chinesa produzirá 60 milhões de vacinas anticovid Sputnik V

Os contratos assinados com as empresas se dão pela dificuldade da Rússia para produzir vacinas o suficiente

Agência France-Presse
postado em 29/03/2021 09:13
 (crédito: AFP / Olga MALTSEVA)
(crédito: AFP / Olga MALTSEVA)

A empresa farmacêutica chinesa Shenzhen Yuanxing Gene-tech vai produzir 60 milhões de doses da vacina russa contra o coronavírus Sputnik-V - informou o fundo soberano russo, o RDIF, nesta segunda-feira (29/3), o qual financiou o desenvolvimento deste imunizante.

Em um comunicado, o fundo especifica que estas doses permitirão vacinar "mais de 30 milhões de pessoas". A produção comercial começará em maio.

O diretor do fundo, Kirill Dmitriev, disse que a colaboração "aumentará a capacidade de produzir doses adicionais à medida que vemos um aumento na demanda da vacina russa".

De acordo com a RDIF, hoje, a vacina Sputnik-V está autorizada em 57 países, com uma cobertura de 1,5 bilhão de pessoas.

Um porta-voz do fundo disse à AFP que este não é o primeiro acordo com a China para produzir a vacina.

A Rússia entregou apenas pequenas quantidades de Sputnik V no exterior, porque não consegue produzir o suficiente.

Moscou insiste que não produzirá sua vacina para o mercado estrangeiro, mas quer aumentar as parcerias de produção.

Na Índia, já foram assinados nas últimas semanas contratos com várias empresas farmacêuticas para cerca de 700 milhões de doses.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE