ACIDENTE

Cinco mortos em naufrágio de balsa em Bangladesh

Embarcação naufragou no rio Shitalakhsya por volta das 18h00 (9h00 de Brasília), após ter zarpado da cidade de Narayanganj, a 20 quilômetros da capital, Daca, com destino ao distrito vizinho de Munshiganj

Agência France-Presse
postado em 04/04/2021 19:02
 (crédito: Munir UZ ZAMAN / AFP)
(crédito: Munir UZ ZAMAN / AFP)

Uma balsa que transportava cerca de 50 passageiros afundou neste domingo após colidir com outro barco no centro de Bangladesh, informaram as autoridades, anunciando um balanço provisório de cinco mortos.

A embarcação naufragou no rio Shitalakhsya por volta das 18h00 (9h00 de Brasília), após ter zarpado da cidade de Narayanganj, a 20 quilômetros da capital, Daca, com destino ao distrito vizinho de Munshiganj, explicaram várias autoridades à AFP. As buscas por eventuais sobreviventes continuam.

"O número de mortos é de cinco", disse a administradora do governo do distrito de Narayanganj, Shukla Sarker. Uma equipe de mergulhadores procura desaparecidos, acrescentou.

A mesma responsável indicou que onze pessoas foram resgatadas e que alguns passageiros conseguiram chegar à costa a nado.

"Não sabemos quantas pessoas estão desaparecidas", informou.

Um membro da polícia local disse à AFP que a balsa transportava muitos passageiros ansiosos para deixar Narayanganj depois que o governo decretou um confinamento nacional de sete dias a partir de segunda-feira para lidar com o recente aumento de casos de covid-19.

Os acidentes com balsas são frequentes em Bangladesh, país localizado em um delta atravessado por centenas de rios.

Milhões de pessoas dependem das balsas para se locomover, especialmente na região costeira do sul do país, mas as embarcações costumam estar sobrecarregados e em más condições.

Assim, em junho do ano passado, pelo menos 32 pessoas morreram no naufrágio de uma balsa que colidiu com outro barco em Dhaka.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE