Astronomia

Rover chinês envia as primeiras fotos de Marte

Correio Braziliense
postado em 19/05/2021 21:08
 (crédito: AFP)
(crédito: AFP)

A Agência Espacial Nacional Chinesa (CNSA) exibiu as primeiras fotos feitas pela sonda Zhurong no território de Marte. As imagens do tipo selfie mostram o sistema de prevenção de obstáculos do veículo especial, alguns painéis solares e o solo marciano. O rover está programado para funcionar por três meses, período em que deverá fazer mais registros de imagem e coletar dados sobre a geografia local.
“Povo da internet, as imagens de Marte que vocês tanto esperavam estão aqui”, escreveu a agência CNSA em um post nas redes sociais. A China conseguiu pousar, com sucesso, o rover na superfície de Marte, no sábado, um evento sem precedentes para o país asiático. O pouso é particularmente difícil e muitas missões europeias, soviéticas e americanas falharam no passado.
A missão não tripulada Tianwen-1, lançada no fim de julho de 2020, é composta por três elementos: uma sonda orbital (que gira em torno do astro), uma sonda (que pousou em Marte) e o robô teleguiado Zhurong, que fez os registros divulgados ontem. Pesando mais de 200 kg, o rover, que será controlado remotamente, está equipado com quatro painéis solares para o fornecimento de energia elétrica, além de câmeras, um radar e um laser. O nome Zhurong foi escolhido após uma pesquisa on-line e se refere ao Deus do Fogo na mitologia chinesa.

Estação espacial

Também ontem, a China anunciou que adiou o lançamento de uma missão de reabastecimento do primeiro módulo de sua estação espacial em construção. A viagem estava prevista para ser feita hoje e, de acordo com informações dos meios de comunicação oficial a decisão foi tomada por questões técnicas. A missão logística automática, que deve transportar grandes quantidades de alimentos e equipamentos, tem como objetivo preparar a chegada a bordo de três tripulantes chineses, prevista para junho.
O lançamento foi adiado até uma data que será determinada “posteriormente”, informou a CNSA, sem dar mais detalhes. Uma vez concluída, a estação espacial chinesa, chamada Tiangong (palácio celeste, em chinês), terá vida útil de 10 a 15 anos.

» Maior iceberg do mundo se solta da Antártica

Um iceberg com cerca de 4.320 quilômetros quadrados, considerado o maior do mundo até então registrado, se separou da plataforma de gelo de Ronne no oceano Antártico, no Mar de Weddell. Ele foi identificado por satélites da Agência Espacial Europeia, que divulgaram as imagens à imprensa. Batizado de A-76, o enorme bloco de gelo é um pouco menor que o Distrito Federal e se separou por “causas naturais”, após a região em que estava ter sido atingida por um fluxo de água quente. Os cientistas acreditam que esse evento poderá prejudicar algumas geleiras, como a Thwaites, uma das maiores do mundo e a mais vulnerável no momento. Ainda assim, segundo, Alex Brisbourne, glaciologista do British Antarctic Survey, o iceberg gigante não deve gerar preocupação, pois “faz parte de um ciclo natural”. “Não é uma área que está passando por qualquer mudança significativa por causa do aquecimento global”, justifica, em comunicado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE