Vacinação

Estados Unidos anunciam doação imediata de vacinas anti-covid para o Brasil

Estados Unidos enviarão doses dos imunizantes da Moderna, Pfizer e Johnson & Johnson e AstraZeneca para países da América Latina, incluindo o Brasil

Correio Braziliense
postado em 03/06/2021 13:04
 (crédito:  AFP / Brendan SMIALOWSKI)
(crédito: AFP / Brendan SMIALOWSKI)

O governo dos Estados Unidos anunciou, nesta quinta-feira (3/6), que o Brasil foi incluído na lista de países que irão receber parte do primeiro lote de doação de vacinas contra a covid-19.

Ao todo serão 80 milhões de doses da vacina. 25 milhões serão distribuídas no primeiro lote, e ao menos 19 milhões das doses serão alocadas pelo Covax, o consórcio da Organização Mundial da Saúde. As doses da AstraZeneca, Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson devem ser distribuídas até o final de junho.

Dessas, 6 milhões de doses irão para América do Sul e Central: Brasil, Argentina, Colômbia, Costa Rica, Peru, Equador, Paraguai, Bolívia, Guatemala, El Salvador, Honduras, Panamá, Haiti, Comunidade do Caribe e República Dominicana.

Outras 7 milhões para a Ásia: Índia, Nepal, Bangladesh, Paquistão, Sri Lanka, Afeganistão, Ilhas Maldivas, Malásia, Filipinas, Vietnã, Indonésia, Tailândia, Laos, Papua Nova Guinea, Taiwan, e as Ilhas do Pacífico. Por fim, 5 milhões irão para a África, distribuídas entre os países selecionados em coordenação com a União Africana.

As outras 6 milhões de doses disponíveis neste primeiro lote serão distribuídas entre parceiros regionais dos americanos como o México, Canadá, a Coreia do Sul, Cisjordânia, Gaza, Ucrânia, Kosovo, Haiti, Geórgia, Egito, Jordânia, Iraque, Iêmen e para os trabalhadores da linha de frente das Nações Unidas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE