Covid-19

Espanha quer vacinar adolescentes antes do próximo ano letivo

A idade prevista é entre 12 e 17 anos. A Espanha é um dos países europeus mais atingidos pela pandemia, com cerca de 80.000 mortes

Agência France-Presse
postado em 04/06/2021 09:28

O governo espanhol anunciou nesta sexta-feira(4) que pretende vacinar adolescentes entre 12 e 17 anos contra a covid-19 antes do início do próximo ano letivo, em setembro.

“A ideia que temos é propor à Comissão de Saúde Pública que antes do início do ano letivo, cerca de duas semanas antes, possamos iniciar a vacinação de nossos adolescentes meninos e meninas entre 12 e 17 anos”, disse a ministra da Saúde, Carolina Darias, na televisão pública espanhola.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou no final de maio o uso da vacina Pfizer / BioNTech contra o coronavírus para jovens entre 12 e 15 anos, tornando-se assim o primeiro imunizante autorizado para adolescentes nos 27 países da União Europeia.

Entre os grandes países da UE, a França já anunciou na quarta-feira que os jovens entre 12 e 18 anos poderão se vacinar a partir de 15 de junho.

A Itália abriu na quinta-feira a vacinação contra a covid-19 para todas as faixas etárias a partir dos 12 anos, enquanto a Alemanha já havia avançado sua intenção de iniciar sua campanha para jovens a partir dessa idade em 7 de junho.

Um dos países europeus mais atingidos pela pandemia, com cerca de 80.000 mortes, a Espanha planeja inocular 70% da população antes do final de agosto.

Até o momento, o país de quase 47 milhões de habitantes vacinou totalmente 21% de sua população (quase 10 milhões de pessoas), enquanto 39,5% receberam pelo menos uma dose.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE