Vacinação

Atraso em envio de vacinas ao mundo ocorre por problemas logísticos, dizem EUA

Governo do presidente Joe Biden havia anunciado a alocação de 60 milhões de doses de vacinas para a iniciativa Covax, liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e 20 milhões a países específicos

Agência Estado
postado em 21/06/2021 15:03
 (crédito: Getty Images)
(crédito: Getty Images)
A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou nesta segunda-feira, 21, que o atraso no envio de vacinas contra a covid-19 ao mundo ocorre devido a problemas logísticos. Os Estados Unidos haviam prometido compartilhar 80 milhões de doses de imunizantes com outros países até o final de junho.
O governo do presidente Joe Biden havia anunciado a alocação de 60 milhões de doses de vacinas para a iniciativa Covax, liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e 20 milhões a países específicos.
No entanto, menos de 10 milhões de doses foram enviadas ao mundo até agora, incluindo 2,5 milhões de imunizantes entregues a Taiwan no fim de semana, e cerca de 1 milhão de doses entregues ao México, Canadá e Coreia do Sul no início deste mês.
Psaki frisou, na coletiva, que o governo americano continua comprometido com o compartilhamento das vacinas.
Também foi anunciado nesta segunda-feira pelos EUA o envio de mais 14 milhões de doses de imunizantes para o Brasil e outros países da América Latina, além das 6 milhões de doses que já haviam sido prometidas.
 

CONTINUE LENDO SOBRE