Pandemia

Melbourne decreta toque de recolher para combater covid-19

Desde o início da pandemia, a Austrália, país de 25 milhões de habitantes, registrou mais de 39.000 casos de covid-19, incluindo 966 fatais

Agência France-Presse
postado em 16/08/2021 09:06 / atualizado em 16/08/2021 09:08
 (crédito: William WEST/ AFP)
(crédito: William WEST/ AFP)

Melbourne, a segunda maior cidade de maior população da Austrália, anunciou a instauração de um toque de recolher partir desta segunda-feira (16/8) e até 2 de setembro para lutar contra um foco da variante delta da covid-19.

Os mais de cinco milhões de habitantes de Melbourne não poderão sair de suas casas entre 21H00 e 5H00, anunciaram as autoridades.

Os trabalhadores de setores considerados essenciais precisam de uma permissão especial para poder circular pelas ruas.

O primeiro-ministro do estado de Victoria, Dan Andrews, afirmou que a decisão foi tomada depois da constatação durante o fim de semana que as pessoas não respeitaram as medidas de distanciamento nos encontros ao ar livre, nos bares e nas festas de família.

"Observamos muitas pessoas diferentes que desobedecem as regras, não fazem o que deveriam, tomam decisões realmente ruins", disse o primeiro-ministro.

Dan Andrews afirmou que é necessário evitar em Melbourne o que acontece no estado de Nova Gales do Sul, onde os oito milhões de habitantes, incluindo a população da cidade de Sydney, permaneceram confinados durante quase dois meses.

O estado mais populoso da Austrália registrou mais de 8.200 casos desde o início do foco em meados de junho, com 56 mortes relacionadas em uma população com reduzida taxa de vacinação.

Os habitantes de Canberra, a capital da Austrália, também permanecerão confinados até 2 de setembro.

Desde o início da pandemia, em dezembro de 2019 na China, a Austrália, país de 25 milhões de habitantes, registrou mais de 39.000 casos de covid-19, incluindo 966 fatais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE