Cabul

ONU anuncia que centenas de crianças desacompanhadas foram retiradas do Afeganistão

Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) afirmou que ela e seus parceiros contabilizaram cerca de 300 crianças separadas de suas famílias e retiradas do Afeganistão sem companhia desde 14 de agosto

Agência France-Presse
postado em 07/09/2021 11:48
 (crédito: Saeed KHAN / AFP)
(crédito: Saeed KHAN / AFP)

Muitas crianças foram separadas de suas famílias pelo caos que se instalou no Afeganistão depois que o Talibã tomou o poder e centenas delas foram retiradas do país desacompanhadas, informou a ONU nesta terça-feira (7).

Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) afirmou que ela e seus parceiros contabilizaram cerca de 300 crianças separadas de suas famílias e retiradas do Afeganistão sem companhia desde 14 de agosto.

"Espera-se que este número aumente após os esforços contínuos de identificação", disse em um comunicado a diretora-geral do UNICEF, Henrietta Fore, expressando preocupação com o bem-estar e segurança dos menores desacompanhados.

A agência explicou que muitas crianças acabaram separadas de suas famílias quando dezenas de milhares de pessoas se aglomeraram no aeroporto de Cabul em uma tentativa desesperada de deixar o país antes que as forças dos Estados Unidos concluíssem sua retirada no final de agosto.

Nos últimos dias, os Estados Unidos transportaram por via aérea mais de 123 mil pessoas do aeroporto da capital afegã, incluindo cidadãos americanos e intérpretes que apoiaram suas forças, e que por isso foram considerados prioritários para obter um visto especial de imigração para o país.

Algumas crianças desacompanhadas embarcaram em voos para a Alemanha, Catar e outros países, informou o UNICEF.

"Não quero nem imaginar como aquelas crianças devem ter ficado quando de repente se viram sem seus parentes no meio da crise caótica do aeroporto, ou quando embarcaram em um voo de evacuação", comentou Fore, que também observou que as crianças separadas são muito vulneráveis.

"É vital identificá-las rapidamente e que estejam seguras durante os procedimentos de busca e reunificação familiar", acrescentou, enfatizando que "todas as partes devem priorizar o melhor interesse das crianças e protegê-las de abusos, negligência ou violência".

Atualmente, o UNICEF oferece apoio técnico aos governos que acolheram crianças evacuadas e ajuda a cadastrar os desacompanhados, localizar suas famílias e tentar reuni-las.

Esta agência das Nações Unidas enfatiza a importância de fornecer temporariamente a todas essas crianças separadas e/ou desacompanhadas "cuidados especiais e seguros" enquanto as tarefas mencionadas são realizadas.

Além de apontar a necessidade de reunificação familiar, destaca a necessidade de proporcionar a essas crianças um ambiente familiar nos países de acolhimento, além de permitir que fiquem com adultos de confiança caso tenham partido com eles.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE