MEIO AMBIENTE

Estudos mostram que a mudança climática já afeta a maioria da população mundial

Pesquisa sobre mudanças climáticas cresceu exponencialmente nos últimos anos, com cerca de 1.500 estudos publicados entre 1951 e 1990, contra 75.000 a 85.000 nos últimos cinco anos

Agence France-Presse
postado em 11/10/2021 15:18
 (crédito: ANGELOS TZORTZINIS / AFP)
(crédito: ANGELOS TZORTZINIS / AFP)

Os efeitos das mudanças climáticas já podem impactar 85% da população mundial, segundo análise de dezenas de milhares de estudos, divulgados nesta segunda-feira (11/5).

Uma equipe de pesquisadores analisou cerca de 100 mil estudos publicados entre 1951 e 2018, a respeito do aquecimento global, com o auxílio de sistemas computacionais.

"Temos evidências devastadoras de que as mudanças climáticas afetam todos os continentes, todos os sistemas", disse o autor do estudo, Max Callaghan, à AFP.

Callaghan e pesquisadores do Instituto Mercator, com sede em Berlim, mapearam o globo e os impactos das mudanças climáticas.

O resultado mostra que 80% da Terra, que abriga 85% da população mundial, é afetada por estudos que preveem mudanças de temperatura e chuvas associadas ao aquecimento global.

Os impactos são menos documentados em países pobres. Tendências nas chuvas e temperaturas na África podem estar relacionadas às mudanças climáticas, “mas não temos muitos estudos documentando as consequências dessas tendências”, explica Max Callaghan, que vê isso como um “ponto cego em nossa compreensão dos impactos”.

A pesquisa sobre mudanças climáticas cresceu exponencialmente nos últimos anos, com cerca de 1.500 estudos publicados entre 1951 e 1990, contra 75.000 a 85.000 nos últimos cinco anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE