Obituário

Itália se despede do inventor do tiramissu, falecido aos 93 anos

Ado Campeol começou a propor sua famosa sobremesa aos seus clientes na década de 1970

Agência France-Press
postado em 01/11/2021 10:49
 (crédito: Monique Renne/CB/D.A Press)
(crédito: Monique Renne/CB/D.A Press)

Conhecido como "o pai do tiramissu" na Itália, Ado Campeol morreu no sábado (30) - anunciou o governador da região do Vêneto, Luca Zaia.

Ado Campeol, dono do restaurante Alle Beccherie, em Treviso, perto de Veneza, começou a propor sua famosa sobremesa de cacau, mascarpone e café aos seus clientes na década de 1970.

"Com Ado Campeol, falecido hoje aos 93 anos, Treviso perde outra estrela da sua história gastronômica (...). Foi em sua casa, graças à intuição e à imaginação da sua mulher, que nasceu uma das sobremesas mais famosas no mundo, o tiramissu, certificado pela Academia Italiana de Cozinha", declarou o governador Luca Zaia, no sábado, em sua conta no Facebook.

Segundo a lenda, o tiramissu, um clássico da gastronomia italiana presente em quase todos os cardápios dos restaurantes italianos, teria nascido de um erro da mulher de Campeol, Alba, e de seu chef, Roberto Linguanotto, segundo o jornal Il Corriere della Sera.

A receita do tiramissu tem uma enormidade de variações. Em geral, é preparado com ovos, açúcar, mascarpone, pão de ló embebido em café frio e cacau.

O princípio da receita é muito simples e consiste em sobrepor os diferentes ingredientes, cujos sabores se misturam e se complementam.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE