Obituário

Morre Frederik de Klerk, ganhador do Nobel e último presidente branco da África do Sul

Frederik Willem (FW) de Klerk foi responsável por libertar Nelson Mandela e compartilhou com ele o Prêmio Nobel da Paz

Agence France-Presse
postado em 11/11/2021 08:22
 (crédito: Walter DHLADHLA / AFP)
(crédito: Walter DHLADHLA / AFP)

O último presidente branco da África do Sul, Frederik de Klerk, que libertou o ícone da luta contra o apartheid Nelson Mandela e compartilhou com ele o Prêmio Nobel da paz, morreu nesta quinta-feira (11) aos 85 anos, anunciou sua fundação.

"É com grande tristeza que a Fundação FW de Klerk anuncia a morte do ex-presidente FW de Klerk de forma tranquila em sua residência de Fresnaye esta manhã, depois de uma lutar contra o câncer", anunciou a organização em um comunicado.

Frederik Willem (FW) de Klerk tinha uma reputação de conservador quando sucedeu, em 1989, o presidente PW Botha, debilitado por um infarto. Em 2 de fevereiro de 1990, ele anunciou o iminente final do domínio branco na África do Sul.

"Chegou a hora das negociações", declarou na abertura de uma sessão no Parlamento, quando anunciou a libertação incondicional de Nelson Mandela, que estava preso há 27 anos, e o fim da proibição dos partidos anti-apartheid.

Esta decisão iniciou o processo de transição que, quatro anos mais tarde, resultou na organização das primeiras eleições multirraciais na história do país, vencidas por Mandela.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE