COMBUSTÍVEL

EUA: Secretária diz que Biden tem 'instrumentos limitados' para reduzir preços

Em entrevista à CNN nesta segunda (15/11), Granholm afirmou que Biden está "muito preocupado" com a inflação e os preços da gasolina, que são a manifestação mais óbvia das pressões inflacionárias

Agência Estado
postado em 15/11/2021 16:38 / atualizado em 15/11/2021 16:38
 (crédito: Eduardo Munoz/AFP)
(crédito: Eduardo Munoz/AFP)

A secretária de energia dos Estados Unidos, Jennifer Granholm, disse que o presidente Joe Biden está olhando para os instrumentos limitados que possui para abaixar os preços de combustíveis.

Em entrevista à CNN nesta segunda (15/11), Granholm afirmou que Biden está "muito preocupado" com a inflação e os preços da gasolina, que são a manifestação mais óbvia das pressões inflacionárias.

"Como você sabe, nenhum presidente controla os preços de gasolina. O petróleo é vendido em um mercado global", afirmou. A secretária disse que, conforme as pessoas saem dos períodos limitados pela covid-19, há um grande aumento na demanda pelo óleo, que não tem sido acompanhada no mesmo ritmo pela oferta.

"Portanto, o presidente está olhando para as ferramentas limitadas de que dispõe. Não tenho nada a anunciar sobre isso, mas saiba: ele está olhando e avaliando todas as suas opções, ainda que possam ser limitadas nos Estados Unidos".

CONTINUE LENDO SOBRE