Risco

África do Sul vai superar 10.000 novos casos diários de covid-19 esta semana

Esta nova forma de covid-19 apresenta "um risco muito elevado" para o mundo, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Agência France-Presse
postado em 29/11/2021 08:47
 (crédito: Guillem Sartorio / AFP)
(crédito: Guillem Sartorio / AFP)

Johannesburgo, África do Sul- A África do Sul, onde foi a variante ômicron foi detectada pela primeira vez, vai superar 10.000 novos casos diários de coronavírus ao final desta semana, prevê o epidemiologista Salim Abdool Karim.

"Calculo que vamos superar 10.000 casos por dia até o fim de semana", afirmou o especialista sul-africano em uma entrevista coletiva do ministério da Saúde, antes de prever que "em duas ou três semanas" o país começar a observar uma situação preocupante nos hospitais.

Os cientistas anunciaram na quinta-feira a detecção da variante ômicron no país. Esta nova forma de covid-19 apresenta "um risco muito elevado" para o mundo, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ainda há muitas incógnitas sobre a nova variante, especialmente sobre sua virulência e transmissibilidade.

De acordo com as primeiras observações, cientistas acreditam que as vacinas anticovid atuais continuarão sendo eficazes contra as formas graves da doença, disse Abdool Karim.

"Não devemos entrar em pânico. Já vivemos isto", insistiu o ministro da Saúde, Joe Phaahla, ao recordar que o país já enfrentou a propagação das variantes beta e delta. "Nos próximos dias e semanas, nossos cientistas terão as respostas", acrescentou.

O anúncio da detecção da nova variante provocou pânico e, em poucas horas, muitos países decidiram fechar o território aos viajantes procedentes do sul da África.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE