Pandemia

França mantém fechamento de boates frente a aumento de casos de covid-19

Na terça-feira, a França registrou 179.807 novos casos em 24 horas, um aumento exponencial de 100.000 casos no sábado

Agence France-Presse
postado em 29/12/2021 08:59
 (crédito:  AFP)
(crédito: AFP)

As casas noturnas na França vão permanecer fechadas por mais três semanas, a partir de 3 de janeiro - informou o ministro do Turismo nesta quarta-feira (29), depois que o país registrou quase 180 mil novos casos da covid-19, um novo máximo diário desde o início da pandemia.

Os cerca de 1.600 estabelecimentos deste ramo no país estavam fechados desde 6 de dezembro por um período inicial de quatro semanas coincidentes com o período do Natal. O objetivo: evitar a propagação do vírus, cuja variante ômicron se revelou especialmente contagiosa.

Na terça-feira, porém, a França registrou 179.807 novos casos em 24 horas, um aumento exponencial de 100.000 casos no sábado.

O ministro do Turismo, Jean-Baptiste Lemoyne, disse à rádio France Inter que a decisão de prorrogar o fechamento das casas noturnas faz parte das novas medidas anunciadas pelo governo nesta semana, em sua tentativa de conter a disseminação da ômicron.

Lemoyne garantiu que as empresas receberão um auxílio para compensar as perdas com o fechamento durante o período de festas.

Já o ministro do Interior, Gerald Darmanin, estimulou as autoridades locais, esta semana, a limitarem as reuniões e celebrações públicas para o Ano Novo, impondo, em particular, o uso obrigatório de máscaras ao ar livre e garantindo, por meio da presença policial, o cumprimento da proibição do consumo público de álcool à noite.

O Parlamento francês começa a debater hoje uma nova lei que exige um "passaporte de vacinação" para se ter acesso a restaurantes, cinemas, museus e outros locais públicos, como uma forma de incentivar a população a se vacinar contra o coronavírus.

A França já tem uma das maiores taxas de vacinação do mundo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE