França

Suspense marca a última semana de campanha

Correio Braziliense
postado em 18/04/2022 00:01
 (crédito: Thomas Coex/AFP)
(crédito: Thomas Coex/AFP)

O presidente da França, Emmanuel Macron, e a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, começam, hoje, a última semana de campanha, marcada por um debate televisivo de alto risco entre os dois candidatos, na quarta-feira, antes do segundo turno das eleições presidenciais, no próximo domingo. Uma semana após a votação, nada foi decidido.

As pesquisas oferecem uma vantagem estreita de 53% a 55,5% para Macron. A margem é bem mais reduzida do que em 2017, quando Macron venceu com 66% dos votos. O desafio do segundo turno é convencer os indecisos e os abstencionistas, que, no primeiro turno, ultrapassaram 26% do censo.

Será especialmente importante mobilizar o eleitorado de esquerda, o árbitro dessa corrida acirrada. Desde o encerramento do primeiro turno, em 10 de abril, os dois finalistas continuam a fazer promessas ecológicas e sociais ao eleitorado do líder esquerdista radical Jean-Luc Mélenchon, que ficou em terceiro lugar, com quase 22% dos votos. 

Desde a divulgação dos resultados do primeiro turno, vencido por Macron (27,8%) à frente de Le Pen (23,1%), os dois candidatos retomaram sua campanha, multiplicando os deslocamentos, os encontros com multidões e as participações no rádio e na televisão.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE