Estados Unidos

Biden nomeia a primeira mulher negra como porta-voz

Correio Braziliense
postado em 06/05/2022 00:01
 (crédito: Alex Wong/Getty Images/AFP)
(crédito: Alex Wong/Getty Images/AFP)

Pela primeira vez, a função de porta-voz da Casa Branca será ocupada por uma mulher negra e abertamente lésbica. Ontem, o presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou a nomeação de Karine Jean-Pierre, 44 anos, para o posto. Ela substituirá Jen Psaki, de quem atuou como vice, a partir de 13 de maio, de acordo com um comunicado da Casa Branca. Biden se disse "orgulhoso" da nomeação e elogiou "a experiência, o talento e a honestidade" da futura porta-voz.

"Ela será a primeira mulher negra e a primeira pessoa abertamente LGBTQIAP  a ocupar o cargo", tuitou Psaki, que havia adiantado desde o início que deixaria o posto durante o mandato. "Ela dará voz a muitos, mas também fará muitos sonharem grande", acrescentou. De acordo com a imprensa americana, Psaki se juntará ao canal MSNBC, de orientação progressista.

Também por meio do Twitter, Karine Jean-Pierre agradeceu Biden pela oportunidade. "É uma verdadeira honra. Estou ansiosa em servir a esta administração e ao povo norte-americano. Tenho sapatos grandes para calçar. A porta-voz (Jen Psaki) tem sido uma grande amiga, mentora e excelente assessora de imprensa", declarou Karine. 

Jean-Pierre compartilha sua vida com uma jornalista da CNN, com quem tem uma filha. Nascida na Martinica de pais haitianos que depois emigraram para os Estados Unidos, ela trabalhou nas duas campanhas de Barack Obama (2008 e 2012) e na de Joe Biden em 2020, antes de se juntar à sua equipe na Casa Branca. Graduada pela Universidade de Columbia, Jean-Pierre explicou muitas vezes como o caminho de sua família, emblemático do "sonho americano", foi decisivo para sua carreira. Cresceu em Nova York, onde seu pai trabalhava como motorista de táxi e sua mãe como cuidadora domiciliar.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE