Investigação de abusos na Ucrânia

Correio Braziliense
postado em 13/05/2022 00:01

O Conselho de Direitos Humanos da ONU aprovou, em Genebra, por ampla maioria, o início de uma  investigação sobre as atrocidades atribuídas às tropas russas na Ucrânia. Em sessão extraordinária, o Conselho adotou a medida por 33 votos a favor, dois contra — China e Eritreia — e 12 abstenções. O Brasil votou pela aprovação do texto. A resolução pede que uma comissão internacional conduza uma "investigação" sobre as graves violações de direitos humanos cometidas em várias regiões da Ucrânia, para "exigir que os responsáveis sejam responsabilizados".

A divulgação de fotos tiradas em Bucha, subúrbio de Kiev, mostrando corpos na rua, alguns com as mãos amarradas às costas ou queimados, além de valas comuns, causou condenação internacional. Atrocidades em outras partes da Ucrânia também foram reveladas.

Segundo a resolução aprovada na reunião de Genebra, que foi boicotada por Moscou, os abusos foram cometidos nas áreas próximas a Kiev, em Chernihiv, Kharkiv e Sumy entre o fim de fevereiro e março de 2022.

O Alto Comissariado para os Refugiados (Acnur) anunciou que mais de 6 milhões de ucranianos fugiram da Ucrânia desde 24 de fevereiro. Mulheres e crianças representam 90% deles.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE