Investigação

Avião com 132 ocupantes pode ter sido derrubado de propósito na China

Dados do voo China Eastern Airlines 5735 indicam que alguém no cockpit derrubou intencionalmente a aeronave, causando a morte de todos os ocupantes

Estado de Minas
postado em 17/05/2022 16:36
 (crédito: Reprodução/Redes Sociais)
(crédito: Reprodução/Redes Sociais)

Dados do voo China Eastern Airlines 5735 indicam que o jato foi derrubado intencionalmente. Todos os 132 ocupantes a bordo da aeronave - 123 passageiros e nove tripulantes - morreram em 21 de março de 2022 no condado de Teng, em Guangxi, na China.

Os resultados da avaliação preliminar de autoridades dos Estados Unidos sobre as causas do desastre aéreo foram divulgados nesta terça-feira (17/5) pelo diário Wall Street Journal.

De acordo com o Wall Street, o Boeing 737-800 viajava em atitude de 29.100 pés (8.900 m) quando, de repente, caiu em uma posição considerada vertical, chocando-se contra uma montanha em velocidade extrema.

Informações da caixa preta apontaram que controles empurraram o avião para o mergulho. Ou seja, uma pessoa no cockpit teria inserido comandos que provocaram a queda.

Ainda segundo o Wall Street Journal, a investigação mudou de foco após a descoberta. A desconfiança é de que um dos pilotos ou passageiros invasores da cabine possam ter causado o acidente.

O voo China Eastern Airlines 5735 partiu do Aeroporto Internacional de Kunming e tinha como destino o Aeroporto Internacional de Guangzhou. A viagem deveria durar 1 hora e 40 minutos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE