Muito além de Melania Trump

Marcos Paulo
postado em 03/10/2020 08:23
 (crédito: Saul Loeb/AFP)
(crédito: Saul Loeb/AFP)

A Eslovênia ganhou mais uma referência desde que Melania Knauss-Trump tornou-se primeira-dama dos Estados Unidos. Casada com o presidente Donald Trump, a ex-modelo, de 50 anos, nasceu em Novo Mesto, município do pequeno país de 20.273km e 2,09 milhões de habitantes localizado na Europa central. Mas, nem só do sucesso de Melania vive a potência esportiva.

A ex-república iugoslava curte uma fase iluminada. Coleciona resultados impressionantes em diversas modalidades. Vamos a eles... Lembra do tempo em que celebrávamos dobradinhas do Brasil na Fórmula 1 nas inesquecíveis manhãs de domingo? A Eslovênia acaba de experimentar essa sensação na maior e mais badalada prova ciclística do mundo — o Tour de France. Tadej Pogacar, 22 anos, conquistou o título. O vice-campeão é o compatriota dele, Primoz Roglic, 30.

Atual campeã europeia de basquete, a Eslovênia tem duas feras na NBA, a badalada liga norte-americana. Luka Doncic, 21 anos, é um dos astros do Dallas Mavericks. Foi um dos cinco mais votados para se exibir no time titular da Conferência Oeste no All-Star Games deste ano, em Chicago. O armador Goran Dragic, 34, virou uma das peças-chave do Miami Heat, finalista da temporada contra o Los Angeles Lakers. Lesionou-se no primeiro jogo, mas deve voltar à quadra.

A revolução eslovena no esporte se estende aos bastidores. O Chicago Bulls acaba de contratar uma mulher para ser scout (olheira) da franquia na Europa. Vanja Cernivec ficou com o emprego.

Trocando as mãos pelos pés, lembro que o Atlético de Madrid tem um baita goleiro no futebol: Jan Oblak, 27 anos. Por sinal, a Eslovênia classificou-se para a Copa em 2002 e em 2010.

Tina Maze é uma das melhores esquiadoras de todos os tempos. O alpinismo tem Janja Garnbret como uma das celebridades. No ano passado, a atleta de 21 anos entrou para a história da modalidade ao conquistar todas, repito: todas as etapas da Copa do Mundo de Escalada.

Levando-se em conta o tamanho do país, a Eslovênia é um sucesso no esporte. Acumula 19 medalhas em seis participações nos Jogos Olímpicos — quatro de ouro, seis de prata e nove de bronze. Outras 15 nos Jogos de Inverno: dois ouros, quatro pratas e nove bronzes.

O que devemos aprender com a pátria de Melania Trump? O Instituto Nacional de Estatística da Eslovênia, o IBGE deles, aponta que 64% da população praticam esporte. A república parlamentarista tem um sistema educacional sólido. Investe no esporte escolar desde o ensino primário. Nos últimos 20 anos, o governo ampliou o apoio aos atletas profissionais.

Li antes de escrever que a Eslovênia é um belo destino turístico. Pretendo conhecer. Por enquanto, resta aplaudir a estratégia esportiva do país dos astros Pogacar, Roglic, Doncic, Dragic, Oblak, Maze, Garnbret...

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação