» Sr. Redator

Correio Braziliense
postado em 27/04/2022 00:01

Quebra-mola

Estou quase desistindo de escrever reclamando que o Detran nunca resolve a questão da colocação de um quebra-mola entre as QIs e QLs da 11 para a 13 do Lago Norte. O Detran ignorou um abaixo-assinado de moradores das quadras da QI 12 que se mobilizaram e organizaram um documento levado à gestão do Detran há dois anos. O curioso nisso tudo é que das quadras 1 até a 7 desse mesmo Lago Norte tem uns seis quebra-molas. Aí fica a dúvida: por que numas quadras se coloca quebra-mola e noutras não ?

João Carlos,

Lago Norte

A manchete certa

A manchete do Correio Braziliense é um exemplo de coragem e de jornalismo isento. Realmente o ministro aposentado do STF Marco Aurélio Mello se colocou a favor do direito do presidente da República do Brasil de conceder o perdão individual a quem quer que seja, como, aliás, vem defendendo o jurista Ives Gandra. No entanto, a mídia nacional não deu o destaque necessário às opiniões dos dois dos maiores constitucionalistas do país. O Correio fez o certo. Parabéns ao Correio.

Marilia Antunes,

Asa Sul

Tráfico à luz do dia

Há uma bomba-relógio pronta para explodir na Asa Norte, mais precisamente nas imediações do galpão do Detran, entre a placa do vistoso Parque Burle Marx e os prédios da W2 da 707/708. Ali, quem domina é a bandidagem. O tráfico de drogas rola à luz do dia. A própria PM diz aos moradores da região que não controla mais aquela região. Vai ser preciso um crime de grandes proporções para que o GDF comece a agir ali.

João Cardoso,

Noroeste

Preços absurdos

Desde o período crônico da inflação nos tempos de Sarney, com a inflação a 80% por mês, não se via uma carestia tão grande quanto nos dias de hoje. É incrível como a cada semana que se vai ao supermercado, aumentam os preços de produtos de toda a ordem — de banana a material de limpeza. Isso, sem falar no preço da carne, hoje em dia um alimento inalcançável para a maioria da população. Aí, no final do mês, vem a informação oficial do governo de que a inflação subiu 1% ou 1,5%, uma verdadeira mentira. A média de preços está subindo mais do que isso e pode estar próximo dos 10%. Sem nenhum dúvida. No entanto, somos obrigados a conviver com essa mentira todo o mês e nos virarmos em casa para conseguir fazer a mesma coisa com menos produtos.

Alicia Moreira,

Asa Norte

Violência

Muita gente ficou surpresa com a tentativa de latrocínio que aconteceu no Sudoeste com um jornalista da Globo. Quem conhece a cidade sabe que esse tipo de crime virou rotina em Brasília e regiões administrativas. A cidade não é mais a mesma. Fiquem atentos.

Marcondes José,

Guará

Armas

Fiquei muito impressionada com o fato de o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro levar uma arma em sua bagagem de mão. No manuseio, acidentalmente (dizem), a arma disparou e os estilhaços feriram, sem gravidade, uma funcionária de uma companhia aérea. Se ela morresse, também não seria problema, o presidente anteciparia a "graça" para manter o seu pastor em liberdade. Isso é grave? Gravíssimo. Como uma pessoa pode portar arma de fogo dentro do avião? Até então, o porte de armas de fogo ou brancas era, rigorosamente, proibido nos aeroportos, exceto para policiais federais. Se o passageiro não passasse pelo detector de metais ou o Raio-X das bagagens e bolsas de mão identificasse alguma, ele seria conduzido à unidade policial do aeroporto e não entraria no avião. As armas seriam apreendidas. Hoje, vale o liberou geral, uma vez que o presidente acredita que portar armas é garantia de liberdade? Se confirmado que houve um afrouxamento das normas, então as viagens aéreas se tornarão muito arriscadas. Qualquer um poderá viajar armado e atirar contra os passageiros que, concretamente, não terão para onde correr. A que ponto chegamos...Tudo em nome de Jesus!

Giovanna Gouveia,

Águas Claras

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE