Toffoli adoeceu, muito provavelmente, por causa do ar-condicionado do STF

Segundo equipe, há "alta probabilidade" de que a reação alérgica do presidente do STF, Dias Toffoli, tenha sido causada pelas "instalações prediais" do Tribunal

Renato Souza
postado em 11/08/2020 15:35 / atualizado em 11/08/2020 18:09
 (foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF)
(foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF)

Boletim médico divulgado nesta terça-feira (11/8) aponta que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, foi internado devido a uma reação alérgica que tem "alta probabilidade" de ter sido gerada em razão das "instalações prediais" do Tribunal. De acordo com o hospital onde o ministro recebe atendimento, ele está fora de perigo e recuperado de um quadro de pneumonia.

Durante a internação, Toffoli fez exames para coronavírus e foram descartadas esta e outras infecções virais. No entanto, a reação pode ter sido causada por bactérias, ácaros e outros microorganismos presentes nas estruturas físicas do Supremo. A cardiologista intensivista Ludhmilla Hajjar recomendou um estudo do ambiente de trabalho.

Nestes casos, uma amostra dos materiais presentes no sistema de ar-condicionado é colhida para avaliação em laboratório. Apesar da melhora no quadro de saúde, o magistrado ainda não tem previsão de alta. Ele permanece despachando como presidente da Corte, mesmo durante a internação.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação