ELEIÇÕES

PSL confirma Joice Hasselmann para Prefeitura de São Paulo

Convenção na próxima segunda-feira (31) irá homologar nome para disputa pela legenda, ainda sem um candidato a vice-prefeito. Anúncio ocorre em meio à aproximação do presidente Jair Bolsonaro com o partido

Sarah Teófilo
postado em 30/08/2020 20:18 / atualizado em 30/08/2020 21:22
 (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press - 23/1/19)
(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press - 23/1/19)

O PSL irá confirmar na próxima segunda-feira (31/8) a deputada federal Joice Hasselmann (SP) para disputar a Prefeitura de São Paulo pela legenda. Ainda não há um vice-prefeito confirmado para a chapa, o que, segundo o presidente estadual do partido, deputado federal Júnior Bozzella, pode ser firmado nos próximos dias, ou mesmo na convenção partidária, que começa às 9 horas e segue até as 14 horas.


O lançamento da candidatura se dá em meio à aproximação do presidente Jair Bolsonaro, com quem Joice rompeu ainda no ano passado, ao seu antigo partido. No último dia 13, o presidente falou em transmissão ao vivo que poderá voltar ao PSL, de onde saiu em novembro do ano passado. Em seguida, ele fundou o Aliança pelo Brasil, que ainda não conseguiu a quantidade de assinaturas necessárias para ser criado.


Bozzella refuta a ideia de que seja um problema o PSL bancar uma opositora do clã Bolsonaro para a prefeitura da maior capital do país, quando ele busca se aproximar da legenda. O deputado federal frisa que o PSL não depende de nenhuma figura, nem mesmo a do presidente.

 

“Quem falou em voltar ao PSL foi o presidente, não foi o PSL que falou que queria que ele voltasse. A candidatura da Joice, assim como outras do país e em São Paulo, elas já estavam pavimentadas. Até porque o PSL não poderia ficar esperando o fracasso do Aliança, ou o não fracasso, para se organizar para 2020", disse ao Correio.

 

Vice 

O nome que irá ocupar a posição de vice na chapa da legenda em SP ainda não foi confirmados, o que deve acontecer nos próximos dias, ou mesmo na convenção da próxima segunda-feira (31).

 

Bozzella afirmou que os partidos PTC, PMB e DC estão juntos com o PSL, e que Marcos Cintra chegou a ser cogitado, que foi secretário da Receita Federal até setembro do ano passado. Ele, no entanto, atuará na coordenação do plano de governo. O deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) também foi citado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação