Economia

Bolsonaro espera que taxa Selic caia mais na próxima reunião do Copom

"A Selic está 2%, ninguém nunca esperava acontecer isso no Brasil. Não foi no canetaço, não. Mas com responsabilidade", destacou

Ingrid Soares
postado em 03/09/2020 20:21 / atualizado em 03/09/2020 20:45

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, durante live na noite desta quinta-feira (3/9), esperar que a taxa Selic caia mais na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central .

"A Selic está 2%, ninguém nunca esperava acontecer isso no Brasil. Não foi no canetaço, não. Mas com responsabilidade”, destacou.

Na reunião do mês passado, o Copom decidiu, por unanimidade, reduzir a Taxa Básica de Juros (Selic) para 2% ao ano, o menor percentual da série histórica. A autoridade monetária levou em consideração a retração econômica global causada pela pandemia da covid-19.

Bolsonaro ainda completou: “E cada 1 ponto percentual na taxa Selic equivale a 60, 70 milhões de juros que você paga por ano. Então, nós temos uma gordura de aproximadamente R$ 140 bilhões. Se o juros continuar caindo, a responsabilidade é do Banco Central, e eu não participo disso, não interfiro, e, logicamente, a gente fica feliz. Espero que caia na próxima vez, espero, daqui a uns 30 dias."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação