Meio Ambiente

Queimadas são "potencializadas" por concorrentes do Brasil, diz Bolsonaro

Segundo o presidente, "o próprio brasileiro critica sem conhecimento" os incêndios ocorridos na Amazônia e no Pantanal. Ele afirmou não entender por que o país sofre tantas críticas em relação ao meio ambiente

Ingrid Soares
postado em 17/09/2020 20:14
 (crédito: José Cruz/Agência Brasil)
(crédito: José Cruz/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou em live nesta quinta-feira (17/9) que as queimadas ocorridas no país são potencializadas de "forma negativa" por concorrentes comerciais. Segundo o chefe do Executivo, "o próprio brasileiro critica sem conhecimento".


"O Brasil é campeão de energia renovável. O pessoal fala muito. O próprio brasileiro critica, sem conhecimento, critica, né. O Brasil é o país que mais preserva o meio ambiente. Aproximadamente 80% a 85% da nossa energia consumida no Brasil é energia limpa, ao contrário do mundo, que está na casa dos 70%, 80% mas de energia de fóssil, em especial, de carvão. Então, o Brasil está de parabéns no tocante a isso. Logicamente, é potencializado o que acontece aqui no Brasil de forma negativa porque nós concorremos com produtos do campo no mundo todo. O Brasil é um dos maiores produtores de alimentos", destacou o mandatário.


Mais cedo, em Coremas, na Paraíba, Bolsonaro afirmou que o país está de “parabéns” quando o assunto é preservação ambiental".


O chefe do Executivo justificou que grande parte da matriz energética do país provêm de fontes renováveis como usinas hidrelétricas, energia eólica, energia solar e biomassa.


"Nós sabemos, também, que um país, para se movimentar, ele precisa de energia. E o Brasil é um país que tem a quase totalidade, grande parte da sua matriz energética, de fontes renováveis. Nós temos aqui usinas hidrelétricas, energia eólica, energia solar, biomassa, entre tantas outras. O Brasil é o país que mais preserva o meio ambiente e alguns, não entendo como, é o país que mais sofre ataques vindo de fora no tocante ao seu meio ambiente. O Brasil está de parabéns na maneira como preservar esse seu meio ambiente", declarou.


Ao contrário do que afirma o presidente, o Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe) contabilizou 125.031 focos de queimadas no país, de 1º de janeiro a 12 de setembro. É o maior registro para o período desde 2010, quando 182.170 focos de calor foram mapeados no mesmo intervalo.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação