CORPO A CORPO

No Entorno, campanha teve aglomeração e falta de máscara

No primeiro dia da corrida às prefeituras e câmaras, cidades da região tiveram carreatas, aglomerações e candidatos sem máscaras de proteção, equipamento que evita a disseminação do vírus

Sarah Teófilo
postado em 28/09/2020 06:00 / atualizado em 28/09/2020 09:31
 (crédito: Reprodução/ Redes sociais)
(crédito: Reprodução/ Redes sociais)

O corpo a corpo no Entorno do Distrito Federal claramente não será deixado de lado na campanha das eleições municipais deste ano, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus. Ontem, no primeiro dia da corrida às prefeituras e câmaras, cidades da região tiveram carreatas, aglomerações e candidatos sem máscaras de proteção, equipamento que evita a disseminação do vírus.

Em Valparaíso, o prefeito Pábio Mossoró (MDB) descumpriu o próprio decreto municipal que obriga a população a utilizar máscara, quando retirou o equipamento em um carro de som, no momento em que foi discursar aos apoiadores. Após inaugurar o comitê de campanha para a sua reeleição, foi feita uma caminhada com uma quantidade grande de pessoas aglomeradas, que seguiam o carro de som onde estava o candidato.

Depois da caminhada, um homem que estava no carro de som sem máscara pedia aos apoiadores de Mossoró para que todos fizessem um círculo e dessem as mãos. “Segura na mão, aí”, exigiu. Mas foi repreendido pelo prefeito e se corrigiu: “Não pode não, perdão. Façam um círculo, sem segurar na mão”. Ao discursar, sem máscara, o candidato pediu um minuto de silêncio em homenagem às vítimas de covid-19.

O prefeito disse ao Correio que pediu para que as pessoas mantivessem o distanciamento. “Mas é difícil controlar”, esquivou-se. Questionado sobre a aglomeração e se haveria outra caminhada em sua campanha, admitiu que “100% correto não estava”, e que sentará com a coordenação do comitê para avaliar medidas de cuidado com as restrições.

Sobre a máscara, ele justificou que só a retirou para falar. E garantiu que convidou apenas vereadores para a caminhada. “Cada um acaba levando amigo, família”, justificou-se. Sobre a campanha “corpo a corpo”, Mossoró afirmou que ele e os outros candidatos já estão fazendo desde o começo da pré-campanha, visitando comerciantes e moradores.

Sua opositora, a deputada estadual Lêda Borges (PSDB), preferiu fazer um lançamento virtual. Nas redes sociais, publicou um vídeo e um texto explicando que a decisão se deu “em respeito às familias e vitimas” da covid-19. “Estaremos presentes em seus lares, comercios, feiras, pracas, de uma forma respeitosa e obediente às medidas de seguranca sanitarias”, informou.

Em Águas Lindas, Tullio, candidato do DEM (legenda do governador Ronaldo Caiado), também inaugurou o comitê de campanha com uma presença grande de pessoas e carro de som. Nas imagens publicadas por ele nas redes sociais, aparece de máscara. Um dos seus adversários, Dr. Lucas da Santa Mônica (Podemos), também não deixou de lado a presença física no lançamento da campanha. De máscara, conforme imagens publicadas em suas redes sociais, visitou a Feira do Entorno. Nas redes sociais, buscou mostrar que respeitou o distanciamento, sem cumprimentar as pessoas com aperto de mão.

O deputado estadual Diego Sorgatto (DEM-GO), candidato a prefeito de Luziânia, não teve o mesmo cuidado: em imagens publicadas por ele em suas redes sociais, durante visitas realizadas ontem, o parlamentar aparece sem máscara e abraçando apoiadores, alguns também sem a proteção. O Correio procurou o candidato, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Em Planaltina, o início da campanha do candidato delegado Cristiomário (PSL) teve fogos de artifício, adesivagem de carros, aglomeração na porta do comitê, apertos de mão e abraços. No Novo Gama, a prefeita Sônia Chaves (PSDB), candidata à reeleição, publicou imagens em suas redes sociais colando adesivos nos carros. Ela estava de máscara, mas alguns apoiadores aparecem nas fotos sem o equipamento de proteção.

  • Pábio disse que tirou a máscara para discursar. Já Tullio usou proteção, mas reuniu apoiadores no carro de som
    Pábio disse que tirou a máscara para discursar. Já Tullio usou proteção, mas reuniu apoiadores no carro de som Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • fd
    fd Foto: Reprodução/Redes Sociais
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação