DEMOCRACIA

Bolsonaro ironiza dado sobre ataques à imprensa: "Ataque 300: Perderam a boquinha"

Postagem em rede social é resposta a relatório da Fenaj segundo o qual o presidente fez 299 ataques à imprensa entre janeiro e setembro deste ano

Correio Braziliense
postado em 15/10/2020 20:41
 (crédito: Marcos Corrêa/PR)
(crédito: Marcos Corrêa/PR)

O presidente Jair Bolsonaro fez piada, nesta quinta-feira (15/10), a respeito de um relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) que denuncia os sucessivos ataques que ele comete contra membros da imprensa.

No Twitter, Bolsonaro postou uma matéria do site de O Globo com o título: "Em nove meses, Bolsonaro cometeu 299 ataques ao jornalismo, diz relatório". Acima da matéria, escreveu: "'Ataque' n° 300: Perderam a boquinha!"

Descredibilização

O relatório da Fenaj sobre o qual a matéria fala foi divulgado na quarta-feira (14). Segundo o levantamento, chamado Monitoramento de discursos, entrevistas e postagens em redes sociais, os 299 ataques ocorreram entre janeiro e setembro, o que corresponde a mais de uma declaração hostil aos veículos de comunicação por dia.

De acordo com a Fenaj, 259 dessas manifestações vêm em forma de descredibilização da imprensa. Outros 38 casos foram registrados como “ataque ao profissional jornalista”, como no caso em que o presidente disse ter vontade de "encher de porrada" a boca de um repórter. E outros dois casos são classificados como ataque à organização sindical.

Essa não é a primeira vez que o presidente ironiza levantamento desse tipo feito pela Fenaj. A um estudo semelhante divulgado no começo do ano, Bolsonaro respondeu, também pelo Twitter: "KKKKKKKKKKKKKKK".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação