INTERFERÊNCIA NA PF

Bolsonaro diz que Moro fez "denunciação caluniosa" contra ele

Mandatário ainda aguarda julgamento do Supremo Tribunal Federal para decidir se seu depoimento no inquérito se dará de modo presencial ou por escrito, conforme pedido

Ingrid Soares
postado em 15/10/2020 20:59
 (crédito: Carolina Antunes)
(crédito: Carolina Antunes)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou durante live, nesta quinta-feira (15/10), que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, fez uma “denunciação caluniosa” contra ele. A declaração faz referência a investigação do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre suposta interferência do chefe do Executivo na Polícia Federal. O chefe do Executivo não citou diretamente o nome de Moro, o qual chamou de "aquele cara".

"Ainda me acusam naquele processo lá daquele cara, né? De interferência na PF. Não tem nada. Não acharam nada sobre interferência na PF. Inclusive, considero aquilo uma denunciação caluniosa. Vamos esperar o processo chegar a o final para ver o que vamos fazer. Uma pessoa que resolveu me acusar do nada", relatou.

Bolsonaro ainda aguarda julgamento da Corte para decidir se seu depoimento no inquérito se dará de modo presencial ou por escrito, conforme pedido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação