Esplanada

Bolsonaro: "No meu governo não tem ala militar"

Segundo o chefe do Executivo, o governo é composto por pessoas que "desejam o melhor para o país". O presidente também comentou a decisão que desautorizou o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. "No meio militar é comum ocorrer isso aí", disse

Ingrid Soares
postado em 22/10/2020 20:04

O presidente jair Bolsonaro afirmou, na noite desta quinta-feira (22/10), durante live nas redes sociais, que seu governo não possui “ala militar”. Segundo o chefe do Executivo, o governo é composto por pessoas que “desejam o melhor para o país”. A fala ocorreu após rumores de que Bolsonaro destacaria o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para a reserva em meio ao imbróglio sobre o protocolo de compra de 46 milhões de vacinas do laboratório da chinesa Sinovac. Ontem o presidente cancelou o acordo, em meio a uma refrega política com o governador de São Paulo, João Doria, sobre a imunização.

“Eu vi agora há pouco na televisão um cara falando sobre eu e o Pazuello, que a ala militar está pressionando Pazuello para a reserva. Não tem nada disso. Não tem ala militar. Todos os ministros que trabalham comigo são pessoas que têm um compromisso com o Brasil. Agora algum desentendimento acontecer, se acontece com a pessoa que você ama, por que não vai acontecer entre nós?”, disse.

Mais cedo, Bolsonaro visitou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que se recupera do diagnóstico de covid-19 em uma instalação militar em Brasília. O presidente deixou claro que o ministro continua na pasta e teceu-lhe elogios. "Falavam que estávamos brigados, no meio militar é comum ocorrer isso aí", justificou, ao comentar a decisão de desautorizar Pazuello em uma compra anunciada pela pasta de 46 milhões de doses de vacinas do laboratório chinês, Sinovac.

O presidente emendou dizendo que o ministro "foi um dos melhores que tivemos na Saúde e que seu trabalho está sendo excepcional".

Pazuello completou: "É simples assim. Um manda e o outro obedece, mas a gente tem um carinho", relatou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação