EMBAIXADAS

Bolsonaro diz que fechou sete embaixadas em 2020 para economizar

Foram encerrados dois postos na África e cinco embaixadas em países do Caribe

Ingrid Soares
postado em 23/10/2020 11:16 / atualizado em 23/10/2020 11:16
 (crédito: Marcos Corrêa/PR)
(crédito: Marcos Corrêa/PR)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou em publicação nas redes sociais na manhã desta sexta-feira (23/10) que fechou em 2020 ao menos sete embaixadas para economizar recursos.

Segundo o chefe do Executivo, em uma foto ao lado do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foram encerrados dois postos na África: Freetown (Serra Leoa) e Monróvia (Libéria).

Os outros cinco estavam situados em países do Caribe: Saint George’s (Granada), Roseau (Dominica), Bassaterre (São Cristóvão e Névis), Kingstown (São Vicente e Granadina) e Saint John (Antígua e Barbuda).

 


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação