PARAGUAI

"Não é nosso vizinho. É nosso irmão", diz Bolsonaro sobre Paraguai

Mandatário aproveitou para tecer elogios ao líder paraguaio Mario Abdo Benítez. "Você é um presidente que se preocupa e trabalha de fato pelo seu povo e tem como lema democracia e liberdade, bens maiores que qualquer povo pode esperar um dia"

Ingrid Soares
postado em 01/12/2020 12:19
 (crédito: NORBERTO DUARTE/AFP e Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: NORBERTO DUARTE/AFP e Ed Alves/CB/D.A Press)

O presidente Jair Bolsonaro enalteceu na manhã desta terça-feira (1º/12) a relação entre Brasil e Paraguai, a qual caracterizou como o "casamento perfeito". Segundo o chefe do Executivo, a relação passou de vizinhança para irmandade. A declaração ocorreu durante visita às obras da segunda ponte entre Brasil e Paraguai em Foz do Iguaçu, no Paraná, ao lado do presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez, e do governador Ratinho Júnior (PSD).

"Aqui temos um casamento perfeito: Brasil, Paraguai e Paraná. O nosso bom relacionamento, o nosso excelente relacionamento só pode produzir frutos como esse. É orgulho para todos nós estar participando dessa obra de integração Brasil-Paraguai. Paraguai não é nosso vizinho é nosso irmão. Estou muito honrado, Marito, em mais um vez, comparecer aqui e te encontrar aqui", apontou.

Bolsonaro aproveitou para tecer afagos a Abdo. "Você é um presidente que se preocupa e trabalha de fato pelo seu povo e tem como lema democracia e liberdade, bens maiores que qualquer povo pode esperar um dia".

Auxílio emergencial

Ainda na ocasião, o mandatário criticou parlamentares que pedem a extensão do auxílio emergencial. Segundo o chefe do Executivo, tal medida é o “caminho certo para o insucesso”

“Alguns querem perpetuar tais benefícios. Ninguém vive dessa forma. É o caminho certo para o insucesso e temos que ter a coragem de tomar decisões. Ratinho, você como chefe do Executivo [local], tenho certeza que muitas vezes você fica preocupado, logicamente, com a decisão que vai tomar. Mas Marito, pior que uma decisão mal tomada é uma indecisão. Nós temos que decidir, temos que operar pelo nosso povo povo, pelo nosso país", apontou, comentando também sobre a necessidade de criação de novos postos de trabalho.

Por fim, Bolsonaro voltou a elogiar a relação amistosa entre ambos os países, falando sobre a importância do fortalecimento da aliança. "Essa presença nossa aqui bem demonstra o compromisso de todos nós com a nossa pátria, porque fazendo pelo Paraná, também faz pelo Brasil. Fazendo pelo Paraguai, também faz para o Brasil. O que nós queremos vizinhos fortes, vizinhos que possam cada vez mais somar conosco, sempre com um grande ideal pela frente tendo como ideal democracia e liberdade. Obrigada por essa oportunidade, obrigada meu Deus por essa missão", concluiu.


 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE