ELEIÇÕES

Irmão de Alcolumbre corre risco em Macapá

Wesley Oliveira
postado em 19/12/2020 22:40

Depois de ter o seu projeto de reeleição para a Presidência do Senado barrado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Davi Alcolumbre (DEM-AP) pode sofrer um novo revés político, hoje, com a possível derrota de seu irmão, Josiel (DEM), na disputa pela Prefeitura de Macapá. De acordo com o último levantamento Ibope, o candidato democrata tem 46% das intenções de votos, contra 54% do seu adversário, Dr. Furlan (Cidadania).

Desde o início da campanha, Alcolumbre se colocou como um dos maiores cabos eleitorais do irmão na capital amapaense. Foi o presidente do Senado quem fechou as alianças e os acordos para viabilizar a candidatura de Josiel, estreante na política.

Em dezembro de 2019, quando o irmão já estava em pré-campanha, o senador carimbou uma verba extra de R$ 112,7 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional para Macapá. O subprocurador-geral do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União, Lucas Rocha Furtado, pediu para apurar “indício de direcionamento e favorecimento a essa região” devido à candidatura de Josiel.

Segundo fontes, Alcolumbre almeja disputar o governo amapaense, em 2022. Sua reeleição para o comando do Senado para o próximo biênio e a vitória de Josiel na Prefeitura da capital seriam primordiais para as suas pretensões no estado.

Josiel era apontado como favorito no início da campanha, quando liderava em todas as pesquisas. No entanto, o apagão que deixou mais de 90% do Amapá no escuro, por mais de 20 dias, respingou no candidato.

Além do aval de Alcolumbre, Josiel recebeu o apoio do presidente Jair Bolsonaro. Ontem ele, gravou um vídeo em queagradece o trabalho do presidente do Senado e pede votos para o candidato. “Ao longo destes dois anos, eu tive contato direto com o Davi Alcolumbre. Em todos os momentos que o governo precisou do Senado, o Davi nos socorreu, foi um grande parceiro nessa relação entre Presidência da República e Senado”, disse.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE