TRIBUNAL DE CONTAS

Jorge Oliveira deixa Planalto e assume TCU nesta quinta-feira

A exoneração de Jorge Oliveira da Secretaria-Geral da Presidência será publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira, mesmo dia em que ele se torna ministro do tribunal

Ingrid Soares
postado em 30/12/2020 23:33 / atualizado em 30/12/2020 23:53
 (crédito: Cléverson Oliveira/SGPR)
(crédito: Cléverson Oliveira/SGPR)

O ministro chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, deixa o cargo nesta quinta-feira (31/12) para assumir a cadeira de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) no lugar do magistrado José Múcio Monteiro, que se aposenta. A exoneração de Jorge Oliveira será publicada no Diário Oficial da União (DOU), pouco antes de ele assinar o termo de posse no novo cargo. No dia 1º, ele assume o cargo.

O nome de Oliveira foi aprovado em sabatina no Senado em 20 de outubro, por 53 votos a 7. O ministro tem 45 anos e pode passar até 30 anos no TCU. Ele é formado em Direito e em Administração de Segurança Pública, tem pós-graduação em Direito Público e é especialista docente em Assessoria e Consultoria Parlamentar, segundo o Planalto.

O ministro José Múcio Monteiro antecipou sua aposentadoria para amanhã, após 11 anos no cargo. Com 72 anos, ele ainda teria mais três anos de mandato, até a aposentadoria compulsória.

Já para a vaga de Jorge no Planalto, ventila-se nos bastidores que o atual ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos possa preencher o pleito ou ainda que o secretário-executivo da Secretaria-Geral, Antônio Carlos Futuro, assuma interinamente até que o presidente Jair Bolsonaro defina um nome.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE