Senado

Alcolumbre rejeita pedidos de impeachment de ministros do STF

Faltando menos 30 dias para deixar a presidência do Senado, Davi Alcolumbre optou por arquivar todos os processos que estavam protocolados na Casa

Wesley Oliveira
postado em 04/01/2021 18:18
 (crédito: Roque de Sá/Agência Senado)
(crédito: Roque de Sá/Agência Senado)

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), rejeitou todos os pedidos de impeachment que estavam protocolados contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão de arquivamento ocorre a menos de 30 dias de o democrata deixar o comando da Casa. 

Além dos pedidos contra os ministros do STF, Alcolumbre também rejeitou dois pedidos em desfavor do procurador-geral da República, Augusto Aras, além de outros dois que ainda aguardavam análise com citações aos ex-procuradores-gerais, Rodrigo Janot e Raquel Dodge. Ao todo, foram arquivados 38 processos, sendo que 35 eram em desfavor dos ministros. O principal alvo das denúncias era Alexandre de Moraes, com 17 pedidos.

Dentre os autores dos pedidos estão parlamentares, advogados, ativistas políticos e demais cidadãos. Autor de um pedido contra Alexandre de Moraes e outro contra Dias Toffoli, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) criticou a decisão de Alcolumbre.

“O senador Davi Alcolumbre encerra sua passagem pela presidência do Senado confirmando a sua estatura política. Um cidadão que reduziu a importância do Senado e que não tem a capacidade de ter a mínima independência para analisar pedidos de impeachment, de CPI, ou mesmo requerimentos de informações a ministros do Executivo. É lamentável que uma figura dessa tenha passado pela presidência do Senado”, afirmou Vieira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE