PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

Com bloco de 11 partidos, Baleia Rossi oficializa candidatura

Candidatura foi oficializada em um ato na Câmara com lideranças dos partidos aliados — PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede. Juntas, as siglas somam 261 parlamentares

Wesley Oliveira
postado em 06/01/2021 16:41 / atualizado em 06/01/2021 16:43
 (crédito: Luis Macedo/Agência Câmara)
(crédito: Luis Macedo/Agência Câmara)

O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) oficializou, nesta quarta-feira (6/1), a candidatura na corrida pela presidência da Câmara. O bloco do emedebista é formado por 11 partidos, além de contar com o apoio do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

"Vivemos um momento histórico, sim, e vale esse registro porque, desde a redemocratização do nosso país, nós não tínhamos um movimento de união de partidos que pensam diferente formando uma frente ampla. E existe um motivo para isso, nós somos o que a sociedade espera, a sociedade quer mais união, quer mais compaixão, quer mais respeito, quer mais igualdade. A sociedade espera uma luta por democracia e por liberdade", afirmou.

A candidatura foi oficializada em um ato na Câmara com lideranças dos partidos aliados — PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede. Juntas, as siglas somam 261 parlamentares.

Ainda durante o seu discurso, Baleia Rossi ressaltou a importância do seu grupo ser formado por partidos de tantas identidades distintas. "Somos diferentes, pensamos diferente o papel do Estado, a ação na Economia. Em vários pontos, nós divergimos, mas a beleza da democracia está no respeito e na boa convivência com quem pensa diferente de você", acrescentou.

Campanha

A partir de agora, Baleia começará a viajar pelo país atrás de votos — mesma estratégia de campanha usada por outros candidatos. O primeiro destino nesta sexta-feira (8) é o Piauí.

O principal adversário do emedebista será o líder do Centrão, Arthur Lira (PP-AL). O parlamentar já trabalha em sua campanha há quase um mês, além de contar com o apoio do presidente Jair Bolsonaro.

Atualmente, o bloco de Lira é composto pelos partidos PL, PP, PSD, Republicanos, Solidariedade, Pros, Patriota, PSC e Avante. Juntas, as siglas reúnem 196 parlamentares. O PTB também deve se unir ao grupo.

Além de Baleia Rossi e Arthur Lira, correm por fora os deputados Fábio Ramalho (MDB-MG), Capitão Augusto (PL-SP) e André Janones (Avante-MG), que ainda não oficializaram suas candidaturas.

O PSol ainda não decidiu se terá candidato próprio. Líder do partido na Câmara, Sâmia Bonfim (SP) afirmou que os psolistas irão definir sua participação na campanha nos próximos dias. Uma possibilidade é a sigla embarcar na campanha de Baleia Rossi.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE