CONGRESSO

Proposta concede porte de arma ao veterinário que atua na fiscalização

Proposta em tramitação na Câmara dos Deputados insere a autorização no Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03). Essa norma já autoriza o porte de arma de fogo para os trabalhadores de algumas categorias, além dos militares

Agência Câmara
postado em 22/02/2021 19:05
 (crédito: Câmara dos Deputados/Divulgação)
(crédito: Câmara dos Deputados/Divulgação)

O Projeto de Lei 476/21 concede porte de arma de fogo ao médico veterinário que exerce cargo público com função de fiscalização e ao que trabalha como profissional liberal em propriedade rural, seja em linha fronteiriça ou não.

A proposta em tramitação na Câmara dos Deputados insere a autorização no Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03). Essa norma já autoriza o porte de arma de fogo para os trabalhadores de algumas categorias, além dos militares.

"Esses profissionais são de grande importância para o agronegócio e para o desenvolvimento brasileiro", disse o autor, deputado Loester Trutis (PSL-MS). Segundo ele, a atividade envolve riscos e precisa ser exercida com segurança.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

CONTINUE LENDO SOBRE