Deputado

Eduardo Bolsonaro sugere às pessoas que "enfiem máscara no rabo"

Irritado, o deputado rebateu as críticas que a comitiva brasileira recebeu ao divulgar uma imagem onde todos estavam sem máscaras na chegada em Israel

Correio Braziliense
postado em 11/03/2021 09:53

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) sugeriu que as pessoas "enfiem a máscara no rabo". A declaração foi feita em uma transmissão ao vivo de pouco mais de oito minutos em se perfil no Instagram, na quarta-feira (10/3).

Irritado, o filho 03 de Jair Bolsonaro rebateu as críticas feitas após a comitiva brasileira divulgar uma imagem onde todos estavam sem máscara. Ao chegar em Israel, porém, uma nova foto foi tirada. Dessa vez, todos utilizavam máscaras de proteção individual.

"Eu acho uma pena que essa imprensa mequetrefe que a gente tem aqui no Brasil fique dando conta de cobrir apenas a máscara. 'Ah, a máscara, está sem máscara, está com máscara'. Enfia no rabo gente, porra! A gente está lá trabalhando, ralando. Sabe o que é pegar aqui... 'Ai voou, foi pra Israel'. Chegamos em Israel cinco horas a mais que no Brasil, voo de três escalas. Chega lá você nem toma banho, às vezes, vai direto para os compromissos", disse Eduardo.

O deputado também mudou o tom sobre as vacinas e reconheceu a importância da imunização em massa. No entanto, voltou a criticar medidas de isolamento social e disse que o “lockdown não funciona em lugar nenhum do mundo”. "Falam que a gente é negacionista, ora bolas. É que a gente não tem o mesmo baixo nível desses", comentou. 

Sem citar o ex-presidente Lula, Eduardo também disse que o "perigo está por vir" e chamou de “retardado mental” quem fala que os problemas do governo são os filhos do presidente.

"Fica esperto, você, retardado mental, que fica falando que o problema são os filhos, cadê o Queiroz, pagou apartamento de 50 mil em dinheiro. Seu animal, larga de ser peão nesse tabuleiro de xadrez chamado política, começa a pensar um pouquinho, e vê o perigo que tá por vir aí, como o sistema trabalha, porque não dá ponto sem nó", finalizou.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE