PANDEMIA

Bolsonaro chama de "imbecil" e "mau-caráter" quem exige mais vacina

A apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, presidente reclama que, no momento, não há vacinas disponíveis no mercado para atender todo o Brasil. E diz que críticos querem "derrubar o governo"

Augusto Fernandes
postado em 18/03/2021 21:01
 (crédito: Evaristo Sá/AFP)
(crédito: Evaristo Sá/AFP)

O presidente Jair Bolsonaro rebateu as críticas que tem sofrido pela demora por parte do governo federal na compra de vacinas contra a covid-19. Ele chamou de "imbecil" e "mau-caráter" quem cobra o Executivo a adquirir mais imunizantes para proteger os brasileiros.

Ao conversar com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, nesta quinta-feira (18/3), ele disse que não há nenhum lugar no mundo que venda a quantidade de doses suficientes para atender a demanda do Brasil e que pressionar o governo por isso é um erro. De todo modo, ele garantiu que o país deve ter até 400 milhões de doses até o fim de 2021.

"Daí o cara fala 'quero vacina, cadê a vacina'? Ou o cara é mal-intencionado, mau-caráter ou é imbecil. Ele não consegue acompanhar, impressionante", disse o presidente. Ele acrescentou que muitos brasileiros parecem querer "derrubar o governo".

"Acho que é um dos raros países do mundo onde querem derrubar o presidente é aqui. Eles não apresentam a solução. Quando eu digo: 'Me apresente um país onde está dando certo o combate à covid', não tem. Esses que querem me derrubar, o que você faria no meu lugar? Ah, comprar vacina. Onde tem vacina para vender?", questionou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE