PANDEMIA

Carlos Bolsonaro compara Juliette do BBB com assessor que fez gesto racista

Na imagem, publicada pelo filho do presidente, a jovem milionária faz um sinal de 'ok' com as mãos para comemorar a vitória no reality

Ana Mendonça*/Estado de Minas
postado em 05/05/2021 16:32
 (crédito: Redes Sociais/Reprodução)
(crédito: Redes Sociais/Reprodução)

O filho ‘02’ do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos), usou as redes sociais nesta quarta-feira (5/5), para comparar uma foto da ganhadora do BBB 21, Juliette Freire, com o assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência, Filipe Martins.

Na imagem, a jovem milionária faz um sinal de 'ok' com as mãos para comemorar a vitória no reality.

Na tarde dessa terça-feira, o assessor de Bolsonaro foi enquadrado no artigo 20 da lei 7.716, que trata dos crimes de preconceito de raça ou de cor. A legislação prevê pena de um a três anos de reclusão e multa para quem “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”.

Sentado atrás do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o assessor de Assuntos Internacionais da Presidência provocou polêmica ao juntar as pontas do indicador e do polegar, como num sinal de “Ok”, estendendo os três dedos restantes e movimentando. O gesto é usado por extremistas e associado a símbolos de ódio.

Após a comparação, o apelido dado para Carlos pelos opositores do governo Bolsonaro foi parar nos assuntos mais falados do Twitter. A palavra “Carluxo” chegou a ficar em quarto lugar.

Pela tag, muitos internautas questionam a presença de Carlos durante reuniões ministeriais sobre a pandemia.O fato foi apontado pelo ex-ministro Luiz Henrique Mandetta durante depoimento na CPI da COVID.

Em resposta, alguns opositores questionam ‘02’. “Você tá preocupado com BBB e fugindo da CPI, Carluxo?”, perguntou um perfil. “Milionária, vota no 13, queridinha do Brasil, e tem a ficha limpa, dá vontade, né, Carluxo", questionou outro.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE