Governo

Bolsonaro sobre autonomia do BC: "Se Deus quiser, o Supremo vai garantir"

O texto foi questionado no Supremo Tribunal Federal. e o julgamento sobre o caso deverá ser retomado no próximo dia 25.

Ingrid Soares
postado em 22/06/2021 19:23

O presidente Jair Bolsonaro defendeu, nesta terça-feira (22/06), que seja mantida a lei que concedeu autonomia ao Banco Central. O texto foi questionado no Supremo Tribunal Federal (STF), e o julgamento sobre o caso deverá ser retomado no próximo dia 25. Ele comentou o assunto em mensagem para o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. 

“A autonomia do Banco Central se deve a você, Roberto Campos Neto, pela confiança que todos nós temos por você. Se Deus quiser, o Supremo vai garantir o que foi votado pelo parlamento e você vai ter tranquilidade, autonomia para conduzir o destino do Brasil via Banco Central. Você é uma pessoa excepcional. Todos confiam em você e nós depositamos em você, juntamente com Paulo Guedes o destino da nossa economia”, apontou durante cerimônia do Plano Safra 21/22.

A autonomia do Banco Central passou a ser objeto de análise no Supremo após o PT e o PSOL ingressarem com uma Ação Direta de Constitucionalidade na qual alegam "vício de iniciativa" na lei aprovada pelo Congresso Nacional em fevereiro.   

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE