Poder

Bolsonaro: PT se aproveitou do Plano Real e foi abatido pela corrupção

Presidente renovou o repertório de ataques ao principal adversário em 2022. Disse que os governos petistas, por influência de Paulo Freire, deixaram as crianças "menos alfabetizadas". E que hoje não se veem mais "dois homens se beijando em público"

Vera Batista
postado em 27/07/2021 23:51
 (crédito: Alan Santos/PR)
(crédito: Alan Santos/PR)

Nesta terça-feira (27/07), o presidente Jair Bolsonaro manteve a polarização com o principal adversário nas eleições de 2022. Em entrevista à Rede Nordeste de Rádio, o candidato à reeleição rebateu mensagens de Luís Inácio Lula da Silva, que afirmou, pelas redes sociais o acusando de mentiroso, por estar se aliando ao Centrão, Bolsonaro respondeu que o ex-presidente “tem muito o que falar o que aconteceu nas estatais”.

“Crítica é um estímulo para mim. Mentira é a máxima das esquerdas. Estamos com a verdade e a verdade vos libertará”, afirmou Bolsonaro. O presidente disse que Lula se aproveitou do sucesso do Plano Real do antecessor Fernando Henrique Cardoso. “Mas em 2004, a corrupção aflorou, levantou-se a tampa do grande esgoto, entregando o BNDES e a Caixa. Nós estamos há dois anos sem corrupção”, disse o presidente.

"Homens se beijando"

O mandatário também criticou a “política de gênero” do PT. “Hoje não se vê dois homens se beijando em público”, comentou Bolsonaro, ao mesmo tempo que elogiou o trabalho de Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O chefe do Executivo também falou de educação. Disse que escola não é para se aprender ideologia. Afirmou que o Brasil, com a política do ex-ministro da Educação Fernando Haddad (seu opositor em 2018), usando a metodologia do educador e filósofo Paulo Freire, fez “as crianças brasileiras ficaram menos escolarizadas que as de outros países”.

Bolsonaro, que na semana passada disse que o país pode chegar a um “milagre” econômico ao somar o crescimento de 5% no PIB de 2021 com 4% negativos de 2020, afirmou que “se perguntar a uma criança a fórmula da água, ela não sabe”.

O presidente comentou ainda sobre a CPI da Covid, que retoma os trabalhos na próxima semana. Apesar das suspeitas de propina levantadas pelos senadores, o presidente alegou que o governo “não pagou um centavo sequer” na compra da vacina indiana Covaxin. E voltou a criticar a comissão parlamentar. “É um local de fofocas. Não querem apurar desvios, querem criar factóides”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE